Revista de imprensa turca: 01.10.2015

Revista de imprensa turca: 01.10.2015

Aqui ficam alguns dos temas que marcam hoje a atualidade nos principais jornais da Turquia.


Star: “O grupo terrorista PKK colocou uma bomba numa escola”

Os terroristas do PKK, que bombardearam um liceu em Van, colocaram um explosivo numa escola primária em Diyarbakir. A polícia apercebeu-se do dispositivo, colocado numa janela de uma sala de aula, e impediu um possível massacre infantil. A população local colocou bandeiras turcas à janela e expressou a sua reação e ódio contra o grupo terrorista PKK, que bombardeia ambulâncias, mata médicos, queima hospitais e destrói os sistemas de saneamento.


Haberturk: “Gokturk 2 vigia Qandil”

O ministro turco da Ciência, Indústria e Tecnologia, Fikri Isik, falou das operações contra o grupo terrorista PKK e anunciou que a mobilidade em Qandil – o principal centro de operações do PKK no norte do Iraque – está a ser vigiada pelo satélite Gokturk 2.

O ministro disse que os investimentos na indústria de defesa estão a dar frutos: “obtiveram-se os resultados mais importantes dos últimos 35 anos ao longo destas operações de 2 meses e meio” – afirmou o ministro.


Vatan: “Vivem 45 mil estrangeiros em Antália”

Cerca de 38 mil estrangeiros de 79 países, compraram imóveis na localidade de Alanya, na província de Antália. A maioria dos estrangeiros residentes na zona são russos, alemães e noruegueses. Os estrangeiros vivem em harmonia com os turcos e são apelidados de “novos alanienses”.


Sabah: “As provocadoras foram expulsas”

A polícia expulsou do país duas estrangeiras, que provocaram os sírios que se envolveram em confrontos com agentes da polícia em Edirne. Nora Sophia e Charlotte Lecaille foram repatriadas para a Alemanha e para França, respetivamente. Estas duas pessoas tinham ligações a organizações de recolha de informações.


Yeni Safak: “Aumentam as exportações apesar das eleições”

As exportações, que roçaram os 40 mil milhões de liras entre janeiro e junho de 2 014, subiram 17% no mesmo período deste ano. Esta subida das exportações foi a principal razão para a descida do défice externo da Turquia.


Etiquetas:

Notícias relacionadas