Liga Árabe considera "nula" a decisão de Trump

Os Ministros dos Negócios Estrangeiros da Liga Árabe pediram aos EUA que anulem a sua decisão sobre Jerusalém

Liga Árabe considera "nula" a decisão de Trump

Os ministros dos Negócios Estrangeiros da Liga Árabe pediram para anular a decisão dos EUA de reconhecer Jerusalém como a capital de Israel.

Os Ministros dos Negócios Estrangeiros da Liga Árabe realizaram uma reunião extraordinária sobre Jerusalém na capital egípcia do Cairo, a pedido da Palestina e da Jordânia.

Na declaração final de 16 artigos divulgados após a reunião, foi avaliado que a decisão anunciada pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, é nula e sem efeito, é uma violação perigosa do direito internacional e das resoluções da ONU, além de não ser juridicamente vinculante.

Foi indicado que o governo de Washington se posiciona em uma posição pró-Israel, distanciando-se do papel de mediador no processo de paz e convidou os EUA a anular a sua decisão.

Os Ministros dos Negócios Estrangeiros da Liga Árabe, além disso, convidaram o Conselho de Segurança das Nações Unidas a tomar uma resolução afirmando que este passo de Washington é ilegal e convidou a comunidade internacional a reconhecer o Estado palestino com capital em Jerusalém Oriental.



Notícias relacionadas