Canadá ajuda os refugiados muçulmanos Rohingya em Bangladesh com 2.5 milhões de dólares

70% dos que necessitam de ajuda humanitária são compostos por mulheres e crianças

Canadá ajuda os refugiados muçulmanos Rohingya em Bangladesh com 2.5 milhões de dólares

O Canadá tem ajudado aos muçulmanos de Arakan que se refugiaram em Bangladesh, fugindo da tortura na Birmânia (Myanmar). A ministra do Desenvolvimento Internacional, Marie-Claude Bibeau, disse que o apoio ajudará a recuperar as necessidades urgentes de refugiados civis em Bangladesh que fugiram da violência. Bibeau enfatiza que mulheres e crianças representam 70% daqueles que precisam de ajuda: "Na ajuda o objetivo é a nutrição terapêutica para crianças menores de 5 anos e mulheres grávidas, cuidados clínicos e apoio psicológico para os sobreviventes de violência sexual, cuidados urgentes obstétricos e para os recém nascidos, e o estabelecimento de campos pró-infantis. A ajuda será mantida pelo Fundo das Nações Unidas para a População, UNICEF e pelo Programa Mundial de Alimentação garantindo por parceiros humanitários com alta experiência.

Bibeau, expressando profunda preocupação com a mudança de lugares de mais de 375 mil pessoas vindo a Bangladesh e pela  violência em Mianmar, disse: "Pedimos a Mianmar que tome medidas urgentes para proteger todos os civis da violência contínua".



Notícias relacionadas