Políticos paquistaneses detidos em ataque de 'discurso de ódio'

Dois principais membros do MQM presos em ataque Karachi.

Políticos paquistaneses detidos em ataque de 'discurso de ódio'

As forças de segurança invadiram a sede de um grande partido político étnico em Karachi na manhã de sexta-feira, prendendo dois principais líderes, disseram autoridades.

Paramilitares Sindh Rangers invadiram a sede do Movimento Muttahida Quami (MQM) no centro da cidade, detendo o chefe do comitê de coordenação central do partido e ex-legislador provincial de "discurso de ódio".

O major General Bilal Akbar disse que os suspeitos estavam envolvidos em organizar e facilitar discursos contra o exército. Ele disse que mais prisões serão realizadas em breve.

"Aqueles presos está noite...vem organizando e facilitando discursos de ódio contra a paz de Karachi", twittou Akbar.

As forças de segurança afirmam ter detido vários pistoleiros assassinos pertencentes ao MQM nos últimos meses. O partido, o quarto maior no Paquistão, afirma representar os imigrantes que fugiram da Índia durante a divisão da Índia e Paquistão em 1947.

Ele tem fortes raízes em Karachi e detém 25 cadeiras na Assembléia Nacional. Estava envolvido em uma briga entre facções na década de 1990 e foi acusado de se comportar como uma máfia, mas agora detém a maioria dos assentos legislativos da cidade.

O líder do MQM, Altaf Hussain, que vive no exílio em Londres, acusou os militares de alvejar seu partido. Centenas de membros foram presos durante a repressão.


Etiquetas:

Notícias relacionadas