Operação Fonte da Paz

"O objetivo é a paz
o alvo é o terrorismo"

O plano insidioso do governo de Israel para impedir as atividades humanitárias da Turquia

As autoridades israelitas, de acordo com o jornal, estão incomodadas "desde há algum tempo" pelos estudos da Turquia em Jerusalém Oriental.

O plano insidioso do governo de Israel para impedir as atividades humanitárias da Turquia

Foram divulgadas pela imprensa os detalhes do plano insidioso de Israel para "restringir os projetos da Turquia dirigidos aos palestinos, em Jerusalém Oriental ocupado".

Na edição de hoje do jornal Israel Hayom - conhecidp pela sua proximidade ao primeiro-ministro Benjamin Netanyahu – foi ontem publicada uma história intitulada "Plano para impedir Erdogan".

O artigo diz que o ministro das Relações Externas de Israel, Yisrael Katz, deu ordens ao seu ministério para preparar um plano de restrições à ajuda humanitária, projetos de desenvolvimento e atividades sociais e culturais da Turquia, orientados para os palestinos que vivem em Jerusalém Oriental .

As autoridades israelitas, de acordo com o jornal, estão incomodadas "desde há algum tempo" pelos estudos da Turquia em Jerusalém Oriental. O plano do governo israelita visa restringir as atividades da Agência de Coordenação e Cooperação da Turquia (TIKA) e do Centro Cultural Yunus Emre.

O ministro Katz, que partilhou uma mensagem em hebraico e árabe alguns dias depois das eleições de 17 de setembro, anunciou que ordenou ao seu Ministério que preparasse um pacote de medidas para paralisar as atividades da Turquia.



Notícias relacionadas