Saquearam o palácio presidencial do Iêmen

O Conselho de Transição do Sul abriu as portas do palácio em Aden

Saquearam o palácio presidencial do Iêmen

O Conselho de Transição do Sul (STC) no Iêmen, apoiado pelos Emirados Árabes Unidos, abriu as portas do palácio presidencial na cidade de Aden, em Maashik, para os que o saquearam.

Segundo as informações obtidas pelas testemunhas oculares de Adén, as forças do Conselho de Transição do Sul abriram as portas do palácio e os cidadãos que o invadiram saquearam-no.

Testemunhas disseram que os saqueadores levaram itens valiosos do palácio incluindo a mobília.

Por outro lado, algumas fontes indicam que este incidente deve-se ao fato de que os guardas presidenciais do palácio terem abandonado a sua posição devido ao atraso no pagamento dos seus salários.

Quando os guardas deixaram seus postos, formaram-se buracos nas portas de entrada e nos pontos de segurança, e alguns cidadãos aproveitaram essa situação.

As fotos, que mostram que os móveis foram retirados do palácio, tiveram grande cobertura nas redes sociais.

As forças de Jizam al-Emni, do Conselho de Transição do Sul, que são separatistas, conquistaram em 10 de agosto o controle do palácio presidencial e de algumas instituições estatais em Aden como resultado de combates que duraram quatro dias.



Notícias relacionadas