Guterres condena ataques aéreos em curso na Síria

Cinco civis foram mortos e outros 27 ficaram feridos por ataques do regime de Assad contra assentamentos dentro das fronteiras da "Zona de Desmilitarizada de Idlib".

Guterres condena ataques aéreos em curso na Síria

O Secretário-Geral da ONU, António Guterres, condenou veementemente os bombardeamentos aéreos em curso no noroeste da Síria, que visavam principalmente instalações médicas e trabalhadores médicos, e apelou à aplicação do acordo Idlib.

O porta-voz do secretário-geral da ONU, em um comunicado, ressaltou que muitas instalações médicas foram bombardeadas, incluindo um dos maiores hospitais no noroeste da Síria, apesar do fato de que suas coordenadas foram compartilhadas com os partidos.

De acordo com o comunicado, Guterres indicou que os civis e as infraestruturas civis devem ser protegidos e que os direitos humanos internacionais devem ser respeitados, ele pediu que o acordo Idlib fosse efetivado.

Cinco civis foram mortos e outros 27 foram feridos por ataques do regime de Assad contra assentamentos dentro das fronteiras da "Zona de Desmilitarizada de Idlib".

A Rússia, que apóia o regime, alvejou uma ambulância e o centro de Defesa Civil (Capacetes Brancos) em Idlib.



Notícias relacionadas