Houtis aceitam cessar-fogo no Iémen e querem negociações

Uma declaração da liderança Houti, expressou a sua vontade em “lidar positivamente” com quaisquer esforços que possam aliviar o sofrimento dos iemenitas.

Houtis aceitam cessar-fogo no Iémen e querem negociações

Os xiitas houti do Iémen aceitaram o cessar-fogo humanitário proposto pela Arábia Saudita, e apelaram ao retomar das negociações sob os auspícios das Nações Unidas.

Numa declaração oficial, a liderança houti expressou a sua vontade em “lidar positivamente” com quaisquer esforços que possam aliviar o sofrimento dos iemenitas.

Esta declaração houti foi a primeira resposta à trégua humanitária de 5 dias proposta pela coligação internacional liderada pela Arábia Saudita, que deverá começar na terça-feira.

“Salientamos a necessidade de retomar o diálogo, no mesmo ponto em que ficou quando começou a agressão liderada pela Arábia Saudita. As conversações devem ser feitas sob os auspícios das Nações Unidas”. Esta declaração houti foi emitida pelo seu comité político, e transmitida através do canal de televisão pró-houti Al-Masirah TV.

“Também exigimos o imediato levantamento do injusto bloqueio da coligação, e estamos dispostos a lidar positivamente com quaisquer esforços que possam aliviar o sofrimento dos iemenitas” – afirmou ainda o grupo houti, em aceitação implícita do acordo de trégua proposto pela coligação.

Na sexta-feira, o ministro dos negócios estrangeiros da Arábia Saudita e o secretário de estado norte-americano John Kerry, propuseram um cessar-fogo humanitário de 5 dias, indicando que a trégua poderia começar na terça-feira.

Uma das condições para o cessar-fogo da coligação, é que os houtis também o respeitem em todas as províncias do Iémen.


Etiquetas:

Notícias relacionadas