Altos funcionários da União Europeia assinam o acordo do Brexit

"As coisas mudarão inevitavelmente, mas nossa amizade continuará", disse o presidente do Conselho da UE, Charles Michel.

Altos funcionários da União Europeia assinam o acordo do Brexit

AA - Altos funcionários da União Europeia (UE) assinaram o acordo do Brexit na sexta-feira. 

O presidente do Conselho da UE, Charles Michel, disse no Twitter que assinou o acordo com a presidente da Comissão da UE, Ursula von der Leyen.

"As coisas mudarão inevitavelmente, mas nossa amizade permanecerá. 

Começamos um novo capítulo como parceiros e aliados", acrescentou Michel.

Por sua parte, Von der Leyen também expressou no Twitter que o acordo está aberto à ratificação pelo Parlamento da UE. 

Espera-se que o Parlamento da UE vote o acordo em 29 de janeiro: "Charles Michel e eu acabamos de assinar o acordo sobre a retirada do Reino Unido da UE, abrindo caminho para a ratificação pelo Parlamento Europeu".

A cópia assinada do acordo foi enviada em um arquivo diplomático a Downing Street para a assinatura do primeiro-ministro. 

O projeto de retirada da UE que permitirá a saída da Grã-Bretanha do bloco em 31 de janeiro se tornou lei na quinta-feira, após o consentimento real da rainha Elizabeth.

Pelo acordo, o Reino Unido deixará a UE à meia-noite de 31 de janeiro. O Reino Unido permanecerá no mercado único e na união aduaneira da UE, mas não fará parte de nenhum dos órgãos de decisão até o final de 2020.

Boris Johnson pontuou que não pedirá a opção de estender, mais uma vez, a retirada estendendo esse período de transição. 

O primeiro-ministro expressou que o período de 11 meses disponível sem mais prorrogações é tempo "suficiente" para se chegar a um acordo abrangente.

O mandato da UE deve ser adotado em 25 de fevereiro pelos ministros da UE que participam de um conselho de assuntos gerais e, em seguida, serão iniciadas negociações formais sobre a futura relação entre o bloco econômico e o Reino Unido.



Notícias relacionadas