A UE insta as partes no Oriente Médio a cessarem os ataques e o diálogo

O presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, e o alto representante da União para os Negócios Estrangeiros e a Política de Segurança, Josep Borrell, fizeram uma declaração sobre o Oriente Médio

A UE insta as partes no Oriente Médio a cessarem os ataques e o diálogo

A União Europeia (UE) instou as partes no Oriente Médio a cessarem urgentemente o uso de armas e a dialogarem.

O presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, e o alto representante da União para os Negócios Estrangeiros e a Política de Segurança, Josep Borrell, fizeram declarações à imprensa após a comissão que cumpriu a agenda do Oriente Médio.

Von der Leyen e Borrell transmitiram suas condolências aos parentes das mortes do acidente de avião da companhia aérea ucraniana que caiu no Irã.

Von der Leyen informou que, durante a reunião, eles avaliaram os eventos no Iraque, Irã e Líbia.

“A tensão na região afeta todos nós. O uso de armas agora deve parar para abrir espaço para o diálogo ”, afirmou.

Ele ressaltou que a crise também afeta transportes, energia, desenvolvimento econômico e também migração. 

Expressou que a UE pode contribuir para reduzir a tensão na região.

Borrell, por sua vez, disse que a tensão no Irã, no Iraque e em toda a região é muito preocupante.

“O último ataque às bases aéreas no Iraque usado pelos Estados Unidos e pelas forças da coalizão, incluindo os europeus, é o mais recente exemplo de crescente tensão e confronto. 

O aumento da tensão não favorece ninguém ”, disse.



Notícias relacionadas