Conflitos violentos em Paris: protestos em massa contra as reformas de Macron

A polícia francesa revida contra os funcionários franceses em Paris

Conflitos violentos em Paris: protestos em massa contra as reformas de Macron

Estudantes, controladores de tráfego aéreo e trabalhadores do setor público se manifestaram pela terceira vez contra as controversas reformas promovidas pelo presidente francês, Emmanuel Macron.

A reforma preparada pelo executivo prevê a eliminação de 120.000 empregos até 2022, dar prioridade à contratação e mudando o sistema de remuneração. Soma-se a isso a perda de poder de compra após seis anos de congelamento salarial.

A marcha parisiense, que começou com uma boa atmosfera na Praça da República, terminou com confrontos entre a polícia e membros do 'black bloc', o mesmo grupo radical que no último dia de maio transformou o desfile da festa de trabalho em uma batalha campal.

Nesta terça-feira, os confrontos deixaram um saldo de 17 detidos e numerosos danos em vitrines dos comércios localizados no trecho final do local do incidente.



Notícias relacionadas