Governo francês diz que greves terão impacto limitado na economia

Greves iniciadas na França por reforma previdenciária continuam há 41 dias

Governo francês diz que greves terão impacto limitado na economia

O ministro da Economia da França, Bruno Le Maire, disse que as greves iniciadas contra a reforma previdenciária e que continuaram por 41 dias terão um impacto limitado na economia francesa.

Falando à cadeia CNews sobre a reforma previdenciária que causou greves e manifestações na França, Le Maire expressou que a reforma trará um sistema justo de aposentadorias. 

Criticou os que se opõem à reforma e enfatizou que os sindicatos devem chegar a um acordo com o governo.

O ministro francês ressaltou que a economia de seu país é muito forte e é capaz de superar essa crise. 

"As greves terão um impacto limitado na economia do país",informou.

Segundo a imprensa francesa, restaurantes e hotéis em Paris sofreram danos de 740 milhões de euros devido a greves.

As greves custam 20 milhões de euros por dia e 820 milhões de euros no total para a Sociedade Nacional de Ferrovias Francesas (SNCF, por sua sigla em francês).



Notícias relacionadas