Paquistão suspende oficialmente as relações comerciais com a Índia

Além disso, o Paquistão acrescentou a Índia à lista de onde é proibida a importação de mercadorias.

Paquistão suspende oficialmente as relações comerciais com a Índia

O Ministério do Comércio e dos Têxteis do Paquistão, no final da reunião de gabinete realizada sob a liderança do primeiro-ministro paquistanês, Imran Khan, informou que suspende o comércio bilateral com a Índia, com efeito imediato.

"O governo federal tem o prazer de suspender as relações comerciais bilaterais com a Índia, com efeito imediato e até novo aviso", disse o comunicado.

Além disso, o Paquistão acrescentou a Índia à lista da qual a importação de mercadorias é proibida.

Anteriormente, tal proibição era limitada apenas a Israel, com a qual o Paquistão não tem relações diplomáticas ou laços comerciais.

A Índia revogou o estatuto especial de Jammu e Caxemira ao cancelar, em 5 de agosto, o artigo 370 da Constituição, que concedeu privilégio a Jammu e Caxemira por meio século.

O governo paquistanês decidiu reduzir o nível de relações diplomáticas com a Índia, para o qual solicitou a retirada de seu embaixador em Islamabad.



Notícias relacionadas