O Prémio Nobel da Medicina de 2 019 foi atribuído a três cientistas

Kaelin, Semenza e Ratcliffe ganharam o Prémio Nobel da Medicina pelos seus estudos acerca de medicina molecular.

O Prémio Nobel da Medicina de 2 019 foi atribuído a três cientistas

O Prémio Nobel da Medicina foi atribuído a três cientistas: William G. Kaelin Jr e Gregg L. Semenza dos Estados Unidos e ao inglês Peter J. Ratcilff.

De acordo coma declaração da Academia Sueca de Ciências, o prémio foi partilhado entre Kaelin, Ratcliffe e Semenza pelo seu trabalho acerca do uso de oxigénio pelas células.

Na declaração da Academia Sueca de Ciência, destacou-se que os cientistas mereceram o prémio pela descoberta de uma chave para a "respiração" das células.

Nessa declaração, foi também dito que a percepção do oxigénio é vital para entender o motivo de muitas doenças e acrescenta-se que: “As descobertas muito importantes no aspecto fisiológico de todos aqueles que ganharam o Prémio Nobel, abriram o caminho para novas estratégias na luta contra muitas doenças, desde anemia até o cancro”.

A Academia Sueca de Ciência considera ainda que os trabalhos de Kaelin, Ratcliffe e Semenza esclarecem um primeiro passo fundamental, para que as células de um organismo possam adaptar-se ao oxigénio disponível e convertê-lo em energia.



Notícias relacionadas