Chanceler alemã pede a criação de um exército da União Europeia

Angela Merkel salientou que a Europa deve tomar o seu destino nas suas próprias mãos.

Chanceler alemã pede a criação de um exército da União Europeia

A chanceler alemã, Angela Merkel, pediu na terça-feira a criação de um exército da UE, salientando que os europeus já não podem simplesmente contar com os EUA para a segurança.

"Os europeus agora precisam realmente tomar o nosso destino em nossas próprias mãos se quisermos defender nossa união", disse Merkel ao Parlamento Europeu.

Merkel pediu aos Estados-Membros da UE que tomassem as medidas necessárias para tornar o bloco um ator forte na política internacional e argumentou que isto também requer o desenvolvimento de estruturas militares conjuntas a longo prazo.

"Se olharmos para os desenvolvimentos dos últimos anos, temos que trabalhar na visão de criar um verdadeiro Exército Europeu algum dia", disse Merkel.

A chanceler argumentou que a criação de um exército da UE também seria importante para a paz no continente.

"Como Jean-Claude Juncker disse há alguns anos, um exército europeu comum mostraria ao mundo que nunca mais haverá uma guerra na Europa", disse ele, referindo-se aos comentários feitos pelo presidente da Comissão Europeia, um firme defensor da criação de um exército de soldados da UE.

Quando vários legisladores europeus a vaiaram, Merkel enfatizou que as forças armadas da UE não serão uma alternativa à OTAN, a principal aliança de defesa do Ocidente.

"Não seria um exército contra a OTAN, claro que não. Podemos ser um bom complemento para a OTAN", acrescentou Merkel.



Notícias relacionadas