O mundo trata de voltar a normalidade à medida que combate o COVID-19

O número de mortos pelo coronavírus no mundo deixou para trás os 371.000

1426581
O mundo trata de voltar a normalidade à medida que combate o COVID-19

O número de mortos pelo coronavírus no mundo deixou para trás 371.000. Existem 6.161.000 casos; 2.738.000 curados.

 

Ocidente

Reino Unido: Com um aumento de 215 mortes nas últimas 24 horas, o número de mortos no epicentro europeu da pandemia atingiu 38.376. Existem 272,826 infecções. O ministro da Cultura, Oliver Dowden, anunciou que os eventos esportivos começarão sem espectadores a partir deste domingo.

Itália: 33.340 mortos (com 111 em um dia). Adicionando outros 416, o número de infectados atingiu 232.664. Houve uma diminuição no número de casos ativos: 43.691.

França: Com “57 mortes nos hospitais”, o número de mortos subiu para 28.711. Um total de 225.898 infectados.

Espanha: 27.125 mortos com quatro outras em um dia. O número de casos aumentou para 239.228.

Portugal: 13 mortos nas últimas 24 horas. Um total de 1.396 mortes. Existem 32.203 casos confirmados.

Rússia: 4.693 mortes, 405.842 casos confirmados.

O Brasil, que possui o maior número de casos e mortes por COVID-19 na América Latina, é o segundo país com o maior número de casos, com mais de 469.510.

México: 9.779 mortos, com outros 364 nas últimas 24 horas. 87.512 casos.

Canadá: 7.136 mortes, 90.190 infectadas. O ministro federal dos Transportes, Marc Garneau, anunciou que a restrição de acesso a navios com mais de 100 passageiros foi prorrogada até 31 de outubro.

 

África

Morto em vários países africanos: Egito 34, África do Sul 32, Argélia 8, Camarões 8, Mali 3, Marrocos 2, Djibuti 2, Gana, Senegal, Somália, Quênia, Serra Leoa e Madascar registraram uma morte.

O número total de mortos no continente atingiu 4.040. Existem 142.306 casos. 60.153 pessoas foram curadas.



Notícias relacionadas