Mulher turca sobreviveu ao coronavírus aos 86 anos

Resmiye Isik foi liberada do hospital após se recuperar totalmente do COVID-19, apesar de ter doenças crônicas

1392520
Mulher turca sobreviveu ao coronavírus aos 86 anos

Uma mulher turca de 86 anos se tornou uma fonte de inspiração para quem sofre de coronavírus e um símbolo da luta contra o COVID-19, superando a doença, apesar de sofrer várias condições crônicas de saúde.

O COVID-19 matou 501 pessoas na Turquia, que já registra quase 24.000 casos de coronavírus, enquanto 786 foram recuperados e receberam alta de hospitais.

Entre os recuperados está a sra. Resmiye Isik.Antes do COVID-19 ser diagnosticado, Isik já tinha problemas cardíacos e pulmonares. Provavelmente ela contraiu o vírus com seu filho ou nora, pois eles já haviam viajado para a Arábia Saudita para uma peregrinação religiosa.

O casal foi diagnosticado com coronavírus em 18 de março e seu tratamento começou imediatamente.

Naquela época, a sra. Isik também começou a tossir e foi levada para um centro de saúde, onde testou positivo para COVID-19 em 22 de março.

Após um tratamento bem-sucedido, Isik e sua família foram liberados do hospital.

"Eu superei a doença, estou muito feliz", disse Isik. "Que Allah proteja todos de tais problemas", acrescentou.Grata por sua recuperação, ela pediu que as pessoas ficassem em casa na tentativa de impedir a propagação do vírus.

A doença de coronavírus 2019 (COVID-19) é uma condição respiratória que pode se espalhar de pessoa para pessoa. 

O COVID-19 foi identificado pela primeira vez em um surto em Wuhan, na China, em dezembro passado e se espalhou para cerca de 208 países e territórios.

A Organização Mundial da Saúde declarou o surto como uma pandemia global na quarta-feira, 11 de março.

Dos mais de 1.200.000 casos confirmados, mais de 257.000 se recuperaram, enquanto as mortes ultrapassam 68.000, de acordo com dados compilados pela Universidade Johns Hopkins nos EUA.

Apesar do número crescente de casos, a maioria das pessoas infectadas sofre apenas sintomas leves e se recupera.



Notícias relacionadas