O regime de Assad tenta deslocar os civis em Idlib

Os helicópteros do regime enviaram relatórios para a área rural do leste de Aleppo, na Zona de Distensão de Idlib, no qual pedem às pessoas que deixem a região

O regime de Assad tenta deslocar os civis em Idlib

O regime de Bashar al Assad instou o povo civil a deixar a região durante o cessar-fogo decretado sob a liderança da Turquia e da Rússia.

Os helicópteros do regime emitiram relatórios para a área rural do leste de Alepo, na zona de distensão de Idlib.

O relatório indica que não há retorno da decisão de limpar a cidade de Idlib e a região leste de Aleppo das organizações terroristas.

O relatório pediu aos civis que se mudassem para as regiões do regime através das aldeias de Habit, Abu Zuhur e Hadir, e alegou que a presença do povo impede o progresso do exército contra os terroristas.

O regime de Assad qualifica como "organização terrorista" todos os grupos de oposição militar.

O Ministério da Defesa russo alegou que um cessar-fogo foi iniciado em Idlib a partir das 14:00 do dia 9 de janeiro, mas o regime iraniano e os grupos terroristas continuaram seus ataques e mataram dezenas de civis.

E o Ministério da Defesa Nacional da Turquia anunciou que o Presidente Recep Tayyip Erdogan e o Presidente Vladimir Putin decidiram declarar um cessar-fogo na Líbia e Idlib durante sua reunião em Istambul, em 8 de janeiro, e que uma trégua começou a ser implementada a partir de de 00.01 de 12 de janeiro de 2020.



Notícias relacionadas