“Não vamos parar até vos encontrarmos”

Centenas de milhares de pessoas manifestaram-se na capital mexicana da Cidade do México, para protestarem contra a violência face às mulheres.

“Não vamos parar até vos encontrarmos”

No México, centenas de milhares de pessoas organizaram uma marcha silenciosa contra a violência contra as mulheres.

Esta marcha chamou atenção para as dificuldades de ser mulher num dos países mais perigosos do mundo. Os manifestantes pediram justiça para as mulheres mortas pelos maridos ou parceiros, bem como para as que foram violadas ou estão desaparecidas.

Os protestantes exibiram fotos do seus familiares vítimas da violência contra as mulheres e empunharam faixas dizendo “Não vamos parar até vos encontrarmos”.

Maria da Luz Estrada, coordenadora do Observatório Nacional dos Cidadãos do Assassinato de Mulheres e uma das organizadoras da marcha, disse que "este é um estado que não pune e não garante os direitos das mulheres".

Estrada disse que no México quase 10 mulheres são mortas todos os dias, e que nos últimos anos 9 mil mulheres despareceram sem deixar rasto.

Segundo a ONU, no México, quatro em cada dez mulheres serão vítimas de assédio sexual enquanto estiverem vivas.

Uma pesquisa realizada pelo governo mexicano em 2018 mostrou que 80% das mulheres do país não se sentem seguras.



Notícias relacionadas