No Iêmen a cada duas horas uma mãe e seis bebês morrem

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) afirmou que no Iêmen, uma mãe e seis bebês morrem por causa do que vivem quando estão grávidas ou dando à luz a cada duas horas.

No Iêmen a cada duas horas uma mãe e seis bebês morrem

A cada duas horas, seis bebês e uma mãe morrem.Na declaração escrita feita pela UNICEF, foi apontado que o Iêmen, por causa da guerra, se tornou um dos países mais pobres do Oriente Médio e acrescentou:

"Mães e seus bebês estão no grupo mais fraco do Iêmen. Os serviços prestados para apoiar as mães e os partos estão prestes a entrar em colapso. 

No país por causa do que é vivido durante a gravidez ou parto a cada duas horas uma mãe e seis bebês morrem ".

Na declaração foi apontado que devido à pobreza os partos nas casas aumentaram e que apenas 51% das instituições de saúde mostram atividades com toda a sua força, mas vivem fortemente a escassez de medicamentos, equipamentos e pessoal.

No Iêmen, onde a instabilidade política continua por muito tempo, as lutas entre os houthis e as forças ligadas ao governo estão ocorrendo.

Os houthis, mantêm o controle da capital Sana e algumas áreas a partir de setembro de 2014, as forças de coalizão lideradas pela Arábia Saudita dão apoio aos houthis desde março de 2015.

O país é palco de um grande drama humanitário no final da fome, raiva, combate e ataques aéreos cujo custo é pago pelos civis.



Notícias relacionadas