Angelina Jolie pede mais apoio à Colômbia, Peru e Equador devido à migração da Venezuela

O enviado especial de Acnur visitou a fronteira colombiano-venezuelana para conhecer a situação de milhares de migrantes venezuelanos na Colômbia

Angelina Jolie pede mais apoio à Colômbia, Peru e Equador devido à migração da Venezuela

A enviada especial da Agência de Refugiados das Nações Unidas (ACNUR), Angelina Jolie, pediu à comunidade internacional para aumentar a ajuda à Colômbia, Peru e Equador, "os mais afetados" pela crise migratória da Venezuela.

"Concordamos com a necessidade urgente da comunidade internacional prestar mais apoio à Colômbia, Peru e Equador, que são os mais afetados por esta crise", disse Jolie a repórteres em um comunicado conjunto com o presidente colombiano, Iván Duque, de Cartagena.

A atriz americana agradeceu ao presidente colombiano em nome da ACNUR pela decisão de manter abertas as fronteiras do país para receber cidadãos venezuelanos, "ajudar e salvar vidas".

"É minha primeira visita a este belo país e gostaria que fosse em circunstâncias mais fáceis para a Colômbia e a região. Estou aqui para expressar meu apoio ao povo da Colômbia, que está respondendo à crise na Venezuela com admirável generosidade ", afirmou.

Jolie e Duque falaram sobre o risco de apatridia que enfrentam mais de 20.000 crianças de pais venezuelanos na Colômbia e o compromisso do governo em ajudá-los. No entanto, nenhum detalhe foi dado a esse respeito.

Da mesma forma, a enviada da Agência de Refugiados expressou que eles também discutiram a "busca por soluções duradouras para pessoas deslocadas e refugiados internacionais no contexto do processo de paz colombiano".



Notícias relacionadas