6 pessoas perderam as vidas após o naufrágio de um barco em Izmir

No mar da província de Çeşme em Izmir, 6 pessoas perderam as vidas, sendo quatro crianças, devido ao naufrágio do barco que transportava os imigrantes que tentavam atravessar para as ilhas gregas de forma ilegal

6 pessoas perderam as vidas após o naufrágio de um barco em Izmir

De acordo com informações obtidas a partir da Sede da Guarda Costeira, ante ao aviso de um veleiro às 21:00 de que um barco de imigrantes ao norte de Karaada estava naufragando, foram enviados para a área três barcos e um helicóptero da guarda costeira.

Nos trabalhos de resgate realizados foram resgatados os corpos das seis pessoas, sendo quatro crianças e duas mulheres.

Foram resgatadas quatro pessoas de origem iraquiana, três da Somália e duas da Síria foram enviadas para o Hospital Estadual de Çeşme.

Os imigrantes em suas declarações disseram que o barco tinha 17 pessoas que tentavam ir para as ilhas gregas e um atravessador turco, quando o barco começou a naufragar.

Foi relatado que continuam os esforços de resgate para encontrar os 2 imigrantes perdidos e é realizado um trabalho para capturar o atravessador que escapou.

Em Urla foram capturados 76 estrangeiros que tentavam atravessar para a Itália através de meios ilegais e três atravessadores.

No final das investigações realizadas em três mini-ônibus, três condutores e 76 pessoas no total, 11 do Paquistão, 16 da Somália e 46 sírios foram levados para a sede da Gendarmaria de Urla.

Foram enviados para o Palácio da Justiça três pessoas presas com a alegação de que organizaram os passos, os de origem estrangeira formados por 36 homens, 24 mulheres e 16 crianças foram enviados para o Departamento de Imigração após os trâmites.

 



Notícias relacionadas