"Se falarmos de violência islâmica, devemos falar também da violência católica"

O Papa Francisco disse que é errado dizer que o Islã é uma religião de violência

"Se falarmos de violência islâmica, devemos falar também da violência católica"

O líder espiritual dos católicos, o Papa Francisco, disse que é errado ligar o Islã ao terrorismo.

"Se falarmos de violência islâmica, devemos falar também da violência católica", disse ele.

O Papa Francisco visitou a Polônia entre os dias 27 a 31 de julho para o Dia Mundial da Juventude, que é organizado a cada dois anos pela Igreja Católica. O Papa falou da morte do padre Jacques Hamel em um ataque á sua igreja por assaltantes armados.

“O mundo está em guerra, mas esta não é uma guerra entre religiões”, disse ele, acrescentando:

 "Eu não gosto de falar sobre a violência islâmica porque nas páginas dos jornais vejo violência todos os dias. Um na Itália mata a namorada ou a sua mãe e estas pessoas são católicas. Se eu falar sobre a violência islâmica então eu tenho que falar também da violência católica, certo? Nem todos os que acreditam no Islã são a favor da violência. A realidade é esta: em quase todas as religiões existem pequenos grupos radicais.”

O Papa asseverou que não é correto dizer que o Islã é uma religião de violência.



Notícias relacionadas