A Grande Assembleia Nacional da Turquia condena a declaração de Joe Biden

"Condenamos categórica e energicamente o fato de que o Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, defendeu as hipóteses dos lobbies armênios em relação aos eventos de 1915 em sua declaração de 24 de abril de 2021"

1629575
A Grande Assembleia Nacional da Turquia condena a declaração de Joe Biden

A sessão solene da Grande Assembleia Nacional da Turquia (TBMM, turco) emitiu uma declaração condenando e rejeitando o fato de que o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, havia descrito os eventos de 1915 como "genocídio".

“Sendo a Grande Assembleia Nacional da Turquia, condenamos categórica e energicamente o fato de que o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, tenha defendido as hipóteses dos lobbies armênios em relação aos eventos de 1915 em sua declaração de 24 de abril de 2021, rejeitamos da forma mais forte essas calúnias infundadas que não têm outro significado senão a deturpação da história por motivos políticos ”, diz o comunicado.

“A afirmação do Presidente dos Estados Unidos, que não tem autoridade legal e moral para pronunciar um veredicto sobre questões históricas, é nula para nós. Apelamos a Biden para que mude sua declaração errônea que não é compatível com a verdade histórica e que deixou uma profunda ferida na consciência de nosso povo, para apoiar os esforços de convivência em paz, estabilidade e confiança para os povos da região, acima de tudo, os povos turco e armênio; e retirar esta decisão que inevitavelmente terá impactos negativos em nossas relações bilaterais. Esta declaração do presidente dos EUA é nula para nós ”.



Notícias relacionadas