A Turquia condena invasão policial da mesquita de Mevlana em Berlim

O Ministério das Relações Exteriores pronunciou-se sobre o assunto.

1514497
A Turquia condena invasão policial da mesquita de Mevlana em Berlim

A Turquia condenou veementemente a operação policial sobre a mesquita de Mevlana, na capital alemã de Berlim.

Através de um comunicado, o Ministério das Relações Exteriores da Turquia, lembrou que a operação policial - no âmbito de uma investigação sobre questões financeiras na mesquita de Mevlana – foi realizada quando havia pessoas a praticarem a oração matinal.

O comunicado destaca também que a mesquita é um dos locais de culto mais antigos e centrais da cidade e diz o seguinte:

“Condenamos veementemente a operação policial contra a mesquita. Durante esta ação feia, a sensibilidade que deve ser demonstrada para com os locais de culto foi ignorada. Não é de forma alguma aceitável que os polícias tenham andado pela mesquita calçados com botas e a tenham sujado. Também é interessante que tal ação tenha sido realizada na capital de um país que começa a dar aulas sobre liberdade de expressão e de crença”.

“A invasão da mesquita foi uma ação contra a comunidade muçulmana que não tem explicação. É um novo exemplo do tratamento discriminatório, desproporcional e prejudicial a que são submetidos os quase 5 milhões de muçulmanos na Alemanha. As autoridades alemãs têm que entender que os muçulmanos são uma parte incontornável da Alemanha, e não podem mais ser isolados”.



Notícias relacionadas