Não pediram a autorização do Chipre do Norte na renovação da missão dos capacetes azuis na ilha

A Turquia reagiu a esta situação.

1463998
Não pediram a autorização do Chipre do Norte na renovação da missão dos capacetes azuis na ilha

A Turquia reagiu à falta de autorização por parte da República Turca do Norte de Chipre, na renovar do prazo da missão dos Capacetes Azuis da ONU, uma situação que vai contra as regras e princípios da ONU.

O Ministério das Relações Exteriores da Turquia comentou a decisão de renovação da missão das Forças de Paz da ONU por um período de 6 meses, dizendo o seguinte:

"Mais uma vez, não pediram a autorização do lado cipriota turco sobre a presença dos capacetes azuis na ilha e, portanto, a decisão é ilegal e vai contra as regras e princípios da ONU. O Conselho de Segurança da ONU agir de forma legal com o governo cipriota turco, sobre a sua presença na ilha".

Ancara manifestou também o seu apoio à posição do governo da República Turca do Chipre do Norte, que afirmou o seguinte: “O Conselho de Segurança das Nações Unidas, com esta decisão, como fez nos anos anteriores, geralmente portou-se de forma neutra e fez análises com consequências positivas e corretas para a Ilha. Mas agora deu passos por motivos políticos e acrescenta às tensões atuais e aos becos sem saída no momento atual”.

O governo turco-cipriota considera também que a posição do Conselho de Segurança da ONU cria uma plataforma do lado cipriota grego, para cobrir a sua intenção de não  colaborar de forma regular com o lado cipriota turco.



Notícias relacionadas