Erdogan anuncia uma fase crucial da redução de medidas contra o COVID-19

"Em nossa opinião, será útil manter algumas das restrições de sair por um tempo", acrescentou o chefe de Estado.

1425251
Erdogan anuncia uma fase crucial da redução de medidas contra o COVID-19

O presidente turco Recep Tayyip Erdogan apareceu diante da mídia após a sessão do Gabinete realizada por videoconferência.

O presidente disse que, nos dois meses e meio que passaram na luta contra o surto do novo tipo de coronavírus (COVID-19), a ajuda financeira foi entregue gratuitamente a 5,5 milhões de cidadãos e que o estado continuará estando próximo à cidadania no período seguinte.

“Não deixaremos nossos cidadãos sem proteção, onde quer que estejam, da Mauritânia à Bolívia. Respondemos positivamente a 100 dos 135 países que solicitaram material de saúde da Turquia ”, afirmou o chefe de estado.

Referindo-se à queda no número de novos casos graças às medidas contra o surto, Erdogan anunciou que a restrição de entrada e saída imposta para algumas províncias será abolida a partir de 1º de junho de 2020, data em que ao mesmo tempo os trabalhadores Com permissão administrativa e acordos de trabalho flexíveis,  poderão retornar aos seus locais de trabalho dentro da estrutura da ordem "Novo Normal".

O presidente resumiu que locais como cafés, praias, parques, jardins, museus, locais de interesse histórico, bibliotecas, jardins de infância e creches começarão a operar na mesma data; as restrições a atividades esportivas individuais, shows ao ar livre, turismo e transporte marítimo terminarão em junho.

"Em nossa opinião, será útil manter algumas das restrições de sair por um tempo", acrescentou o chefe de Estado.

Erdogan expressou sua convicção de que um futuro brilhante está aguardando a sociedade, à medida que a união, a convivência e a fraternidade são mantidas vivas.

"Começamos a entender que a Turquia terá uma posição melhor no processo global que está em processo de reestruturação nos aspectos políticos e econômicos. A Turquia está emergindo como uma estrela brilhante", destacou.



Notícias relacionadas