"É preciso fazer preparativos para o período após a pandemia"

O presidente Erdogan falou na cimeira do Conselho Turco através de vídeoconferência.

1395511
"É preciso fazer preparativos para o período após a pandemia"

O presidente turco Recep Tayyip Erdogan disse que é preciso, por um lado, lutar contra o novo tipo de coronavírus (Covid-19), mas por outro, é necessário fazer os preparativos para o período após a pandemia.

O presidente turco falou na Cimeira Extraordinária sobre Luta contra a Pandemia de Covid-19, do Conselho de Cooperação dos Países de Língua Turca, realizada por videoconferência.

Durante a sua intervenção, Erdogan disse que “Toda a humanidade está agora a lutar contra um inimigo invisível” e manifestou a ideia de que a Cimeira do Conselho Turco irá consolidar a solidariedade na luta contra a pandemia, ao  acrescentar o seguinte: "Estou convencido de que sairemos mais fortes deste tempo conturbado ".

Ao lembrar como a Turquia começou desde o primeiro dia a aplicar medidas de combate à pandemia, o presidente turco garantiu que até agora não houve nenhum problema sério.

“Além de podermos responder às nossas necessidades, também tentamos estar ao lado dos nossos irmãos. Avaliamos com prioridade os pedidos que vêm da vossa parte” – indicou Erdogan, ressaltando que, ao mesmo tempo, a pandemia também está a provocar uma crise socioeconómica.

Em áreas como os transportes, alfândegas e passagem fronteiriças, Erdogan disse que devem ser adotadas e aplicadas as soluções mais práticas, tendo em conta a defesa da saúde pública. O presidente turco sublinhou também a necessidade de se reunirem por videoconferência os ministros dos Transportes e Comércio dos países membros Conselho Turco:

"É claro que vamos vencer a luta contra o coronavírus” – garantiu Erdogan, que acrescentou ainda o seguinte: “é preciso, por um lado, lutar contra o novo tipo de coronavírus (Covid-19), mas por outro, é necessário fazer os preparativos para o período após a pandemia. É necessário abordar o assunto de forma global, tendo em consideração as áreas da saúde, comércio, economia e psicologia pública” - concluiu o presidente turco.



Notícias relacionadas