Çavuşoğlu: “A Líbia não se renderá às ameaças da Grécia”

O ministro turco dos Negócios Estrangeiros, Mevlüt Çavuşoğlu, disse que a expulsão do embaixador libanês na Grécia é inaceitável.

Çavuşoğlu: “A Líbia não se renderá às ameaças da Grécia”

O ministro turco dos Negócios Estrangeiros, Mevlüt Çavuşoğlu, disse que a Líbia, que assinou com a Turquia o Memorando para Limitar as Jurisdições Marítimas no Mediterrâneo, não se renderá às ameaças da Grécia, que decidiu expulsar o embaixador libanês em Atenas.

Çavuşoğlu ofereceu declarações aos jornalistas em Roma, a capital italiana.

O ministro turco sublinhou que a expulsão do embaixador libanês na Grécia é inaceitável.

“É certo ameaçar um país? Isso não está certo. É possível que um memorando aprovado pela nossa assembleia permaneça secreto? Se você ligar para a Líbia e disser 'Eu vou deportar o vosso embaixador, se não me enviarem esse documento', a Líbia não se submeterá a essa situação. Se o tivessem pedido de forma decente, tanto nós como a Líbia teríamos dado o documento”.

Em relação aos dois planos de defesa sobre o futuro da aliança, aceite pelos líderes dos Estados membros da OTAN em Londres, entre 3 e 5 de dezembro, Çavuşoğlu enfatizou que o plano do Báltico não será aprovado, enquanto não for aprovado o plano da Turquia que considera o YPG - a ramificação na Síria da organização terrorista separatista – como uma ameaça para a Turquia.



Notícias relacionadas