“A Turquia é o país que mais contribui para a OTAN”

Altun falou sobre a Cúpula da OTAN, enfatizando o papel significativo da Turquia na aliança e a importância de sua segurança nacional.

“A Turquia é o país que mais contribui para a OTAN”

O Diretor de Comunicações da Presidência da Turquia, Fahrettin Altun, disse que a Turquia lidou com a crise dos refugiados e lutou contra a banda terrorista DAESH, é o país que garante a maior contribuição à OTAN; seus aliados também devem apoiar a Turquia na luta contra o terrorismo.

Altun, que está em Londres no âmbito da Cúpula da OTAN com a delegação presidida pelo presidente turco Recep Tayyip Erdogan, escreveu em sua conta no Twitter suas avaliações da cúpula.

“Está muito claro o que a Turquia quer. Assim como lidamos com a crise dos refugiados e lutamos contra o DAESH, somos o país que mais contribui para a OTAN ao apoiar a segurança de nossos aliados, da mesma forma que nossos aliados devem nos apoiar na luta contra organizações terroristas.”

Altun enfatizou que os aliados da OTAN devem parar de apoiar a banda terrorista PKK / PYD e fazer sua parte:

“Nossos aliados devem extraditar os fugitivos da FETÖ, a pessoa responsável pela tentativa de golpe em 15 de julho e colaborar conosco. Eles não devem permitir que os terroristas recebam ajuda, apoio e abrigo de oportunidades de nossos aliados europeus.”

A Turquia enviou suas forças para a Síria para garantir que centenas de milhares de sírios possam retornar ao seu país, acrescentou e disse:

“Evitamos que uma área muito grande se tornasse um porto seguro para terroristas. Nossos aliados, no entanto, criticaram esses esforços em vez de apoiá-los. Aqueles que nos criticaram ousaram questionar nossas preocupações de segurança nacional e nossa participação na OTAN.”

"Até agora, fomos o país que mais contribuiu para a OTAN em prol da segurança comum, mesmo diante de perigos muito sérios".

“E em um futuro próximo, não pretendemos renunciar à nossa segurança nacional. Como resultado da mais grave crise humanitária em nosso tempo, a Turquia recebeu mais de 3,6 milhões de refugiados sírios. Muitos recursos e dezenas de milhões de dólares foram gastos para essa causa. Nossos aliados europeus continuam hesitando em nos ajudar a enfrentar esse problema colossal. ”

Altun disse que a Cúpula da OTAN é a oportunidade perfeita para abordar honestamente todas essas questões.

“Além da luta da Turquia contra o terrorismo internacional, é necessário que as necessidades e preocupações de segurança da Turquia sejam aceitas. A OTAN pode ser reforçada apenas com um diálogo coerente”, enfatizou Altun.



Notícias relacionadas