Altun: "A alegada deportação de sírios pela Turquia é um disparate"

O Presidente das Comunicações da Presidência respondeu às alegações de que a Turquia deportou refugiados.

Altun: "A alegada deportação de sírios pela Turquia é um disparate"

O presidente de Comunicações da Presidência, Fahrettin Altun, disse que a alegada deportação de sírios pela Turquia é um disparate.

Altun escreveu um artigo para a revista "Foreign Policy" explicando a política da Turquia em relação aos refugiados sírios.

Altun lembrou que, de acordo com as notícias publicadas por Kareem Chehayeb e Sarah Hunaidi no site da Foreign Policy, a Turquia "tenta se livrar da responsabilidade de proteger os refugiados sírios" deportando-os".

A notícia alega que Hashim Mustafa Steif al-Mohammed, um refúgio sírio, foi morto por um atirador turco ao tentar retornar ilegalmente à Turquia depois de ser deportado. Altun salientou que estes são errados para a opinião pública.

Altun afirmou que o artigo mencionado descreve como "política de deportação" a posição da Turquia em relação aos refugiados sírios e que acusações infundadas foram feitas sobre algumas pessoas e ressaltou que a Turquia nega a acusação de que enfrenta a ameaça de deportação de refugiados. Sírios

Fahrettin Altun lembrou que a Turquia já recebeu mais de 3 milhões de refugiados sírios desde 2011.

"A alegação de que a Turquia, que concedeu cidadania a 102 mil refugiados sírios e forneceu US $ 40 bilhões em ajuda às vítimas da guerra, é um absurdo", afirmou.



Notícias relacionadas