"Será impossível que nos calemos ante aos ataques aos postos de observação turcos"

Referindo-se à recente mobilidade em Idlib (Síria), Erdogan disse que avanços indesejados, como o ataque armado contra os postos de observação turcos, estão acontecendo.

"Será impossível que nos calemos ante aos ataques aos postos de observação turcos"

O Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, falou à imprensa no Aeroporto Atatürk de Istambul antes de viajar ao Tajiquistão para participar da Cúpula de Chefes de Estado e de Governo da Conferência de Confiança e Interação de Confiança da Ásia.

Referindo-se à recente mobilidade em Idlib (Síria), Erdogan pontuou que avanços indesejados, como o ataque armado contra os postos de observação turcos, estão acontecendo.

"Nós ferimos soldados, até mesmo mártires. Fizemos a outra parte pagar um preço muito alto. Se o regime continuar seus ataques contra as torres de observação, será impossível para nós permanecermos em silêncio. 

Nós queremos que a paz prevaleça aqui. Nós queremos que as mortes parem. O ataque com bombas de barril e fósforo em Idlib é imperdoável. Nós não vamos ficar em silêncio. Nós ouvimos a voz da população local ", disse o presidente Erdogan.

O chefe de Estado negou a informação de que o número de tropas turcas na República Turca do Norte de Chipre seja reduzido.

"Está fora de questão que reduzamos o número de soldados. Manteremos nossas tropas lá o quanto for necessário. Nós não temos a obrigação de pedir permissão a alguém por isso ", expressou.


Etiquetas: Erdogan , Turquia , Síria , Chipre

Notícias relacionadas