Erdogan ressaltou a importância da necessidade de reforma na ONU

"Já se tornou uma situação que não pode ser adiada, a necessidade de reforma da ONU estabelecida há 73 anos e responsável por garantir a paz e segurança global", disse o presidente.

1075282
Erdogan ressaltou a importância da necessidade de reforma na ONU

O Presidente Recep Tayyip Erdogan fez a avaliação: "Já se tornou uma situação que não pode ser adiada, a necessidade de reforma da ONU fundada há 73 anos e especialmente o Conselho de Segurança, o órgão responsável por garantir a paz e segurança global da organização".

De acordo com a declaração feita pelo Centro de Imprensa da Presidência, Erdogan publicou uma mensagem para o 73º aniversário da fundação da ONU.

Erdogan desejou que o aniversário da fundação da ONU, membro fundador da Turquia, trouxesse bondade para o país, a área e toda a humanidade e que hoje o ser humano enfrenta sérios testes em uma ampla gama de mudanças climáticas à limpezas étnicas, da fome à xenofobia e doenças epidêmicas.

O presidente destacou que esses problemas em escala global, especialmente os estados com oportunidades econômicas limitadas na África e na Ásia, têm uma influência maior nos países em desenvolvimento e ressaltaram que não é possível para nenhum país lutar sozinho contra esses desafios que prejudicam a busca pela justiça global.

Erdoğan apontou que problemas comuns só podem ser resolvidos com tentativas comuns e acrescentou:

"Nesse sentido, apesar dos problemas vivenciados nos últimos anos, a ONU é uma importante plataforma capaz de produzir soluções sustentáveis ​​para os problemas comuns da humanidade. Já se tornou uma situação que não pode ser adiada, a necessidade de reforma da ONU estabelecida há 73 anos e responsável por garantir a paz e segurança global. A tristeza vivida anteriormente em Ruanda, Bósnia-Herzegovina e Kosovo e os massacres que continuaram por 8 anos em nosso vizinho Síria, são os sinais abertos de que o Conselho de Segurança não cumpre suas responsabilidades".

O presidente disse que a Turquia abriga 4 milhões de refugiados, dos quais 3,5 milhões são sírios que escaparam dos combates.

"Por trás da luta transformada em uma bandeira (O mundo é mais do que os cinco) está o desejo de conquistar o Conselho de Segurança para uma estrutura mais justa, democrática e transparente.

A Turquia desempenha um papel pioneiro em muitas atividades sob o teto da ONU, como as operações de proteção da paz, a luta contra o terrorismo, a ajuda humanitária e de desenvolvimento, a imigração e os imigrantes e a Aliança de Civilizações. Nosso país também está tomando medidas no caminho de transformar Istambul em um centro da ONU e continua o trabalho de trazer para Istambul os escritórios regionais de muitas agências da ONU. Com esses pensamentos, ele desejou que o trabalho da organização da ONU trouxesse paz, bem-estar e descanso ao nosso país. Eu os parabenizo com meus sentimentos mais sinceros no dia 24 de outubro, o Dia da ONU.



Notícias relacionadas