“Sebastian Kurz transformou-se no representante da islamofobia e do racismo”

Omer Çelik, o ministro turco para os Assuntos Europeus, criticou duramente o primeiro-ministro austríaco Sebastian Kurz, depois deste ter decidido encerrar 7 mesquitas no país.

“Sebastian Kurz transformou-se no representante da islamofobia e do racismo”

O ministro turco para os Assuntos Europeus, Omer Çelik, disse que o primeiro ministro da Áustria, Sebastian Kurz, se transformou no representante da islamofobia e do racismo, depois da sua decisão de encerrar 7 mesquitas na Áustria.

As declarações de Çelik foram feitas a um canal de televisão privado, ao falar sobre os principais temas da agenda. O ministro sublinhou que a Áustria está a motivar a islamofobia, seguindo o exemplo de antissemitismo que aconteceu antes da II Guerra Mundial.

“A Áustria é uma bomba que está prestes a explodir com o futuro da Europa. A pessoa que ocupa o cargo de primeiro ministro, é um sonhador que expressa os desejos da extrema direita, e que faz afirmações racistas. Ele considera-se a si próprio como sendo de centro-direita, mas segue as políticas da extrema direita. Ele próprio já não é levado a sério na Europa. O governo da Áustria transformou-se de um representante da islamofobia” – afirmou Çelik.

O ministro turco sublinhou ainda que as relações entre a Turquia e a Áustria formam um pacote conjunto.

“Se elogiam o que lhes convém e criticam o que não querem, serão afetados todos os elementos do pacote. O governo austríaco está a envenenar toda a Europa. Atualmente, deparamo-nos com um mundo ocidental onde todas as coisas se estão a tornar anormais. O que o DAESH é para o Médio Oriente, é o mesmo que os islamófobos são para o Ocidente” – acrescentou Çelik.



Notícias relacionadas