Operação Fonte da Paz

"O objetivo é a paz
o alvo é o terrorismo"

"A epopeia de Afrin é uma resposta àqueles que não sabem a capacidade das Forças Armadas Turcas"

Erdogan, que convocou os soldados com uniformes de camuflagem, abordou a Operação Ramo de Oliveira mantida pelas Forças Armadas Turcas na região de Afrin, na Síria.

"A epopeia de Afrin é uma resposta àqueles que não sabem a capacidade das Forças Armadas Turcas"

O Presidente Recep Tayyip Erdogan visitou uma delegacia de polícia na fronteira em Hatay.

O presidente foi acompanhado por muitos ministros, o chefe de gabinete e um grupo da sociedade de esportes e e artistas, 200 pessoas se transladaram para a fronteira para apoiar os soldados.

Erdogan que convocou os soldados com uniforme de camuflagem, dirigiu-se à Operação Ramo de Oliveira que mantém as Forças Armadas turcas para a área síria de Afrin.

Erdogan disse que subiu para 385 o número de terroristas inativados na Operação.

O presidente ressaltou que os soldados turcos escreveram uma epopeia na Operação Ramo de Oliveira e acrescentou:

"A nação turca está em um entrelaçamento histórico e visitou exemplos recentes na Guerra da Salvação, em Çanakkale".

Erdogan salientando que é realmente um êxito histórico a posse do centro de Afrin com uma operação que ainda não chegou a dois meses e com uma operação em que o mundo seguiu com perplexidade e admiração, felicitou todos os soldados, a gendarmaria, os policiais inteligência e os membros do Exército Livre da Síria, agradeceu a todas as instituições que apoiaram a operação.

O presidente Erdogan acrescentou: "Após os êxitos em Afrin, as decisões não podem ser tomadas sem a Turquia. A epopeia de Afrin é uma resposta àqueles que não conhecem a capacidade das Forças Armadas Turcas. "

O presidente Erdogan disse que a partir de agora todos os dias continuarão o seu caminho convertendo-se mais forte do que ontem e acrescentou:

"Nós fazemos e faremos tudo o que for necessário para o bem-estar e o repouso da nossa nação."



Notícias relacionadas