Binali Yildirim comentou a retirada da Alemanha da base de Incirlik em Adana

O primeiro ministro e secretário geral adjunto do Partido da Justiça e Desenvolvimento (Partido AK), Binali Yildirim, falou sobre a decisão da Alemanha de retirar as suas forças da base de Incirlik em Adana.

Binali Yildirim comentou a retirada da Alemanha da base de Incirlik em Adana

“Façam o que quiserem” – afirmou Yildirim, durante uma reunião com o grupo parlamentar do seu partido na Grande Assembleia Nacional da Turquia. O comentário do primeiro ministro da Turquia surgiu depois da Alemanha ter anunciado a retirada das suas forças estacionadas na base de Incirlik, na Turquia, pelo facto do governo turco não permitir a visita de deputados alemães aos soldados do país.

Yildirim falou também sobre outros temas da agenda, e sobre a decisão de 7 países em cortar relações com o Qatar: “Enquanto Turquia, continuaremos a desempenhar um papel ativo para promover um diálogo amigável durante o mês sagrado do Ramadão. As relações entre os países não devem ser prejudicadas por causa de notícias infundadas” – afirmou Yildirim.

O primeiro ministro turco lamentou o bloqueio diplomático contra o Qatar e indicou que os países do Golfo Pérsico devem chegar a uma solução através do diálogo com serenidade.

Falando sobre a operação americana em colaboração com o YPG para conquistar Al Raqqa, na Síria, Yildirim afirmou que “nunca permitiremos que nenhuma situação ameace o nosso país. Daremos imediatamente a resposta necessária, caso a nossa segurança seja ameaçada”.



Notícias relacionadas