13 soldados são mortos na queda de um helicóptero militar

A aeronave caiu pouco depois da decolagem, depois de atingir um cabo de alta tensão

13 soldados são mortos na queda de um helicóptero militar

A Turquia chora os 13 soldados que foram martirizados na queda do helicóptero na área rural da província meridional de Şırnak, perto da fronteira com o Iraque.

A bordo do helicóptero que caiu, estava 1 geral, 2 coronéis, um tenente-coronel, um major, três capitães, um primeiro tenente, 2 sargentos majores e 2 sargentos especialistas.

O helicóptero de tipo Cougar, caiu três minutos depois de bater contra uma linha de transmissão de energia.

Entre os soldados mártires também se encontrava o tenente-coronel Songül Yakut, o primeiro comandante da gendarmaria provincial na Turquia.

Na região liderada por Aydın, foram feitos há 43 dias atrás extensas operações contra a organização terrorista separatista PKK.

A cerimônia foi realizada hoje em Şırnak pelos soldados martirizados internados no Hospital Estadual Şırnak. Os outros foram então enviados para suas cidades natais.

O Chefe do Estado afirmou que "segue a investigação sobre o incidente."

A notícia do acidente colocou Ancara em alerta. O vice-primeiro-ministro Mehmet Şimşek, O ministro do Interior, Süleyman Soylu, o ministro da Defesa Nacional, Fikri Işık e Chefe de Gabinete, o capitão-general Hulusi Akar viajaram à região para investigar o que aconteceu.

O presidente Recep Tayyip Erdogan emitiu uma mensagem de condolências para os soldados martirizados.

"Como um país e nação nunca vai esquecer o heroísmo destes soldados que alcançaram grandes êxitos na luta contra o terrorismo nos últimos meses", disse ele.

Enquanto isso, o primeiro-ministro Binali Yıldırım e o secretário-geral do Partido Republicano do Povo (CHP), Kemal Kılıçdaroğlu, pediram a Deus para abençoar os soldados heróis que morreram neste triste incidente.



Notícias relacionadas