Turquia condena decisão da UE de sujeitar o país a uma inspeção política

A Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa decidiu incluir a inspeção política da Turquia.

Turquia condena decisão da UE de sujeitar o país a uma inspeção política

Ancara tem mostrado uma dura reação à decisão da Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa (AKPM por sua sigla em turco) para incluir a inspeção política da Turquia.

"Nós condenamos fortemente a decisão injusta com motivos politicos fora dos métodos arraigados a serem seguidos", disse o Ministério dos Negócios Estrangeiros turco.

"Eles descartaram a colaboração construtiva sem interrupção com o Conselho da Europa após o fracassado golpe de 15 de julho da Organização Terrorista Fetullahista (FETÖ). A decisão isoladora é uma operação política. Esta decisão serve as organizações terroristas como a FETÖ", disse o ministério destacando a imprevisibilidade da UE.

"A Turquia convida parlamentares da AKPM que tomaram essa decisão, a ter bom senso, a tomar uma posição em princípios, a tomar medidas para combater a ameaça terrorista que é a praga comum no mundo, para combater a xenofobia, o racismo e a islamofobia e demonstrar uma abordagem responsável, que leve em conta os direitos humanos na imigração e administração de asilo".



Notícias relacionadas