Turquia suspende as relações de alto nível com a Holanda

O Conselho de Ministros da Turquia decidiu impor quatro sanções à Holanda.

Turquia suspende as relações de alto nível com a Holanda

O vice-primeiro ministro turco, Numan Kurtulmus, anunciou a suspensão das relações de alto nível com os Países Baixos.

Kurtulmus sublinhou que o Conselho de Ministros avaliou as medidas a tomar pela Turquia, depois dos últimos desenvolvimentos na Holanda, que afetaram muito a opinião pública turca.

“Estão suspensas todas as relações de alto nível e todas as negociações oficiais, bem como todas as reuniões de alto nível que estavam programadas, até que haja da Holanda alguma forma de recompensa” – afirmou Kurtulmus.

O vice-primeiro ministro turco disse também que foram suspensas as autorizações de voos diplomáticos dadas à Holanda a 27 de dezembro de 2 016 e que foi também proibido o regresso do embaixador holandês à Turquia.

As quatro sanções impostas à Holanda são as seguintes:

“Foi decidido enviar à Grande Assembleia Nacional da Turquia o projeto sobre a anulação do Grupo de Amizade entre o Parlamento da Holanda e a Grande Assembleia Nacional da Turquia”.

Kurtulmus sublinhou também que as atitudes contra os ministros turcos na Holanda contradizem os valores comuns da Europa, dos direitos humanos, a participação política e a democracia desde sempre defendida pela Europa.

“Temos uma diáspora de 460 mil pessoas que vivem na Holanda. Vamos proteger os direitos e a justiça de cada uma destas pessoas. A Turquia irá anunciar as medidas com a resposta necessária à Holanda” – afirmou Kurtulmus.

Falando sobre o bloqueio à intervenção dos cidadãos turcos imposto pela polícia holandesa, o ministro turco afirmou que “os nossos cidadãos sofreram todos os tipos de violência e insultos quando tentavam usar os seus direitos de liberdade de expressão, e naturalmente irão reclamar justiça. A Turquia dará todo o apoio aos seus cidadãos para exigir justiça perante estes acontecimentos”.

O governo da Holanda não permitiu a aterragem do avião do ministro dos Negócios Estrangeiros da Turquia, Mevlut Çavusoglu, nem a entrada da ministra da Família e Políticas Sociais, Fatma Betul Sayan Kaya, no Consulado Geral da Turquia em Roterdão.



Notícias relacionadas