29 terroristas do PKK "neutralizados" em operações no Sudeste da Turquia

Outros seis também foram presos sob acusações de ajudar o grupo terrorista PKK.

29 terroristas do PKK "neutralizados" em operações no Sudeste da Turquia

Dez terroristas do PKK foram "neutralizados" na terça-feira em operações antiterroristas em curso na província de Sirnak, no sudeste da Turquia, anunciou o governo local.

"14 terroristas foram neutralizados na semana passada na área da montanha Cudi", acrescentou a declaração emitida pelo escritório do governador de Sirnak.

De acordo com uma declaração do Estado-Maior turco, três terroristas do PKK foram "neutralizados" durante um conflito no distrito de Hozart, na província oriental de Tunceli.

Dois terroristas foram "neutralizados" em uma operação aérea nos subúrbios de Sirnak, enquanto outros cinco foram mortos com drones e três em confronto com forças de segurança na mesma área.

Outro terrorista foi "neutralizado" no distrito de Silvan em Diyarbakir.

Seis suspeitos foram presos na província de Batman, no sudeste do país, acusados de ajudar e instigar terroristas do PKK, de acordo com o comando provincial da gendarmerie.

Os suspeitos foram posteriormente retidos em custódia pelo tribunal criminal de paz de Batman.

Em uma operação separada, cinco terroristas foram neutralizados - incluindo um terrorista de alto perfil - no bairro de Buyukkardes, no sudeste de Mardin, após o toque de recolher ter sido declarado na terça-feira em um total de cinco bairros, disseram fontes de segurança.

O terrorista Hasan Turan, que se chamava Seyit Reso, era responsável pela área de Mardin para o PKK, disse a fonte, que falou anonimamente devido a restrições em falar com a mídia.

Turan tinha uma recompensa estipulada de 300.000 liras turcas e também foi destaque na "categoria cinza" do Ministério do Interior turco da lista de terroristas procurados.

A lista do Ministério do Interior turco foi dividida em cinco categorias codificadas por cores, com o vermelho designado como o mais procurado, seguido por azul, verde, laranja e cinza.

O PKK - listado como organização terrorista pela Turquia, EUA e UE - retomou sua campanha armada em julho do ano passado. Desde então, mais de 300 civis e quase 800 agentes de segurança foram martirizados. Cerca de 8.000 terroristas do PKK foram mortos ou apreendidos.



Notícias relacionadas