Negociação com Chipre poderia auxiliar na adesão da Turquia à UE

As relações entre a Turquia e a Europa têm acelerado por causa da crise migratória, disse o embaixador da Turquia para UE à Agência Anadolu.

Negociação com Chipre poderia auxiliar na adesão da Turquia à UE

Até mais seis capítulos sobre a adesão da Turquia à União Europeia poderiam ser abertos no próximo ano se as negociações sobre o Chipre saírem como planejado, disse um alto funcionário turco.

Em entrevista à Agência Anadolu, o embaixador da Turquia para a UE, Selim Yenel disse: "Se as negociações do Chipre forem celebradas como queremos que seja, em seguida, muitos mais capítulos podem ser abertos no próximo mandato [de 2016] ... mais 5-6 capítulos podem ser abertos."

O capítulo 17 sobre a política econômica será aberto na segunda-feira. No entanto, a questão de Chipre continua a ser um grande obstáculo para os planos de adesão da Turquia, visto que vários capítulos estão bloqueados pela administração cipriota grega.

Dentre 35 capítulos, que devem ser cumpridos para que o país se junte ao bloco de 28 nações, apenas 13 foram abertos.

No entanto, Yenel disse que a crise de migração fez com que as relações da UE e a Turquia ficassem mais próximas.

A isenção de visto para os cidadãos turcos está prevista para ser implementada em outubro de 2016, se Ancara atender aos critérios determinados especificados em um roteiro acordado.

A União Europeia também concederá um financiamento de € 3 bilhões para atender às necessidades de mais de dois milhões de refugiados sírios no país.

O Primeiro-Ministro turco, Ahmet Davutoglu, estará em Bruxelas, em 17 de dezembro para uma reunião entre os chefes de governo da UE, para discutir a migração e a luta contra o terrorismo.


Etiquetas:

Notícias relacionadas