Revista de imprensa turca: 23.02.2017

Eis alguns dos temas hoje em destaque nos principais jornais da Turquia:

Revista de imprensa turca: 23.02.2017

Star: “O encontro entre Erdogan e Trump acontecerá em maio”

O porta voz presidencial Ibrahim Kalin avaliou a agenda no Complexo Presidencial e disse que o presidente Recep Tayyip Erdogan irá visitar a Rússia em março, e que em maio se reunirá com o presidente americano Donald Trump, no âmbito da Cimeira de Líderes da NATO.

Kalin disse que o presidente Erdogan marcará presença na reunião do Conselho de Colaboração de Alto Nível entre a Turquia e a Rússia, que terá lugar na Rússia. O porta voz da presidência falou também sobre a conversa cara a cara entre Erdogan e Trump, dizendo que “será organizada uma cimeira durante a pausa dos trabalhos da NATO em maio. O nosso presidente estará presente e haverá uma cimeira bilateral ainda antes da Cimeira da NATO. Durante a reunião dos dois líderes, serão abordadas as relações entre a Turquia e os Estados Unidos”.

 

Sabah: “O Fundo Soberano irá resolver a questão das garantias dos empreiteiros”

O presidente Recep Tayyip Erdogan ofereceu prémios às 45 empresas turcas que se classificaram entre as 250 maiores do mundo, no setor da construção internacional. O presidente turco assinalou que poderá ser criado um fundo soberano para resolver a questão dos depósitos das empresas de construção.

O presidente Erdogan participou na Cerimónia de Prémios dos Serviços de Contratações no Estrangeiro - que decorreu em Ancara – e sublinhou que as empresas turcas do setor estão a deixar a sua marca em trabalhos muito importantes, na geografia próxima da Turquia em particular:

“Não olhamos para a construção no estrangeiro das nossas empresas como uma atividade económica isolada. Vocês fazem a ponte entre civilizações com a construção. Todas as nossas empresas hasteiam a nossa bandeira onde trabalham”.

Vatan: “Albayrak: a energia nacional vai deixar alguns desiludidos”

Berat Albayrak, o ministro turco da Energia e Recursos Naturais, assinalou que a partir de agora a Turquia irá potenciar os seus recursos nacionais de energia: “A Turquia, antes dava 50 mil milhões de dólares por ano ao estrangeiro. Mas agora vai começar a pagar menos. Isto vai deixar alguns lados desiludidos ou até incomodados, ao ponto de tentarem estratégias diferentes”.

Albayrak discursou no programa do 15º aniversário da Empresa de Regulação do Mercado de Energia, e assinalou que apesar das crises globais importantes dos últimos anos, a Turquia continua a investir nas suas infraestruturas, aumentando e diversificando os seus recursos. O país regista um crescimento no setor da energia e assegurou a produção de 49,3% da sua eletricidade no ano passado, com base em recursos nacionais. Daqui a uma década, deverá começar a exportar energia.

 

Haber Turk: “Não será possível avançar sem uma cimeira”

Omer Çelik, o ministro turco dos Assuntos Europeus, indicou que não será possível avançar nas negociações com a União Europeia sem uma cimeira entre a Turquia e a UE na Polónia: “A UE desde há muito tempo que não tem uma política sobre a Turquia. O comissário europeu responsável pelo alargamento apenas classifica a Turquia no âmbito da sua proximidade à União Europeia. Esta é uma postura errada. Esperamos que na primeira metade do ano se realize uma cimeira entre a Turquia e a UE. Que se ponham em cima da mesa avanços concretos”.

 

Hurriyet: “Os que comprarem casa, não poderão vendê-la no primeiro ano”

O governo acrescenta artigos tendo em conta as recusas e críticas relativamente às facilidades dadas à venda de propriedades aos estrangeiros. Os estrangeiros, a quem é dada a possibilidade de comprar propriedades sem IVA, não poderão vender estas casas durante um ano. Aqueles que venderem as casas antes de um ano, não poderão beneficiar da isenção do IVA. Com outro regulamento, foram também dados os mesmos direitos aos turcos a viver no estrangeiro, que aos estrangeiros que investem na Turquia.



Notícias relacionadas