Revista de Imprensa Internacional: 16.07.2019

Aqui ficam algumas das notícias hoje em destaque sobre o mundo e a Turquia na imprensa internacional:

Revista de Imprensa Internacional: 16.07.2019

Países Árabes

Al Hayat (Líbano): "Israel coloca um novo radar na fronteira com Gaza"

Al Sharq Al Awsat (jornal saudita publiicado no Reino Unido): "Foi detido em Teerão um académico iraniano de nacionalidade francesa"

Al Raya Al Katariya (Qatar): "Iraque pede a devolução dos menores do DAESH em todos os países"

 

Alemanha

Focus Online: "Alemanha vendeu armas no valor de 180 milhões de euros à Turquia, na primeira metade de 2 019"

Zeit Online: "Os depósitos nos bancos atingiram um nível record na Alemanha. Apesar das taxas de juro não serem apelativas, os depósitos em numerário dos cidadãos particulares atingiram um nível recorde de todos os tempos"

Die Welt: "A ministra alemã da Defesa, Ursula von der Leyen, anunciou que se vai demitir do cargo"

 

Rússia

Jornal Izvestiya: "A imprensa alemã dá conta de que a Rússia se prepara para realizar um "ataque inesperado" à Europa"

Site de notícias Lenta.ru: "A instituição de pensamento estratégico Stratfor, dos Estados Unidos, alega que os sistemas russos de defesa antiaérea S-400 serão incapazes de contrariar um bombardeamento massivo"

Agência Ria Novosti: "A Reuters informou que os Estados Unidos querem negociar um acordo nuclear tripartido com a Rússia e a com a China"

 

Países Francófonos

Le Soir (Bélgica): "De acordo com um relatório da NATO, existem armas nucleares na Bélgica"

Le Figaro (França): "Europa enfrenta dificuldades em encontrar uma solução para a crise entre os Estados Unidos e o Irão"

Libération (França): "O impacto da poluição atmosférica sobre a vida humana é muito superior ao que se supõe"

 

Países de Língua Espanhola

El País (Espanha): "O dia em que os Estados Unidos recusaram a Espanha no estreito: Washington optou pelos britânicos para uma operação secreta destinada a capturar o Grace 1, um super petroleiro do Irão"

El Universo (Equador): "Os delegados de Juan Guaidó estão a preparar-se para uma nova ronda de negociações com o regime de Nicolás Maduro, en Barbados"

El Mundo (Espanha): "Pedro Sánchez não quer liderar um governo minoritário, devido à possibilidade de novas eleições e de uma legislatura fracassada"

 

Países Lusófonos

Folha de S. Paulo (Brasil): "Acordo com Mercosul abre oportunidade para todos, diz chefe da UE no Brasil. Diplomata à frente de delegação europeia afirma que setor agrícola do bloco não perderá"

Diário de Notícias (Portugal): " Magistrados e funcionários defendem fim das férias judiciais. A partir de terça-feira, dia 16, os tribunais só funcionam para os processos urgentes, o que vigora até 31 de agosto. Juízes, procuradores e funcionários são obrigados a gozar as suas férias neste período. Na Europa há vários países que aboliram esta prática"

O País (Moçambique): " Aprovada na generalidade lei contra uniões prematuras. A Assembleia da República aprovou hoje na generalidade o projecto de Lei de Prevenção e Combate às Uniões Prematuras. O projecto de lei apresentado pela Comissão dos Assuntos Sociais, Género, Tecnologia e Comunicação Social foi aprovado por unanimidade pelas três bancadas, por considerarem-na oportuna na medida em que salvaguarda o direito das crianças serem protegidas e desenvolverem-se em pleno"



Notícias relacionadas