Revista de Imprensa Internacional: 22.02.2019

Aqui ficam algumas das notícias hoje em destaque sobre o mundo e a Turquia na imprensa internacional:

Revista de Imprensa Internacional: 22.02.2019

Países Árabes

Al Sharq Al Awsat (jornal saudita publicado no Reino Unido): “A Arábia Saudita entrou num novo período das suas relações com a China”

Al Watan (Kuwait): “Declaração dos Emirados Árabes Unidos: não há qualquer mudança nas sanções contra o Qatar”

Al Hayat (Líbano): “Foram presos alguns dos líderes da oposição no Sudão”

 

Alemanha

Merkur.de: “Vai acabar o horário de verão e UE irá anunciar a data”

DW: “Israel enviou pela primeira vez um veículo espacial até à Lua”

 

Países de Língua Espanhola

El Clarín (Argentina): “Nicolás Maduro encerrou por prazo indeterminado o espaço aéreo e a fronteira da Venezuela com o Brasil, e disse que poderá fazer o mesmo na fronteira com a Colômbia”

El País (Espanha): “Juan Guaidó continua a desafiar Maduro e irá visitar a fronteira para poder receber a ajuda humanitária”

La Vanguardia (Espanha): “Cerca de 40 mil pessoas contra o “Proces” que continua em Madrid, pôs fim à mega greve de 21 de fevereiro com uma manifestação em Barcelona. Os sindicatos dizem que esta foi a maior greve dos últimos 15 anos”

 

Rússia

Agência TASS: “O político moldavo Vladimir Pakhotnyuk, que é também o homem mais rico do país, foi acusado de transferir divisas para a Rússia de forma ilegal”

Izvestiya: “A Índia começará a comprar os S400 em outubro de 2 020”

Lenta.ru: “O Departamento de Defesa dos Estados Unidos ameaçou a Rússia com a estratégia do Cavalo de Troia”

 

França

Le Monde: “O Papa anunciou as medidas concretas contra a violência sexual”

Libération: “Morreu Fabien Clain, a voz dos ataques do 13 de novembro em Paris”

Le Parisien: “Coletes Amarelos: como será a 15ª semana?”

 

Países Lusófonos

O Globo (Brasil): “Governo brasileiro mantém plano para ajuda à Venezuela apesar de fechamento de fronteira. Avião levará 22,8 toneladas de leite em pó e 500 kits de primeiros-socorros para Boa Vista”

Público (Portugal): “Como uma professora reformada criou a primeira grande crise do Governo de Bolsonaro. Cleuzenir Barbosa foi candidata pelo partido de Bolsonaro, o PSL, que a tentou usar para desviar dinheiro público. Conta ao PÚBLICO como, sob ameaças do assessor de um ministro, fugiu para Portugal onde procura protecção”

Jornal de Angola: “Julgamento de “Zenu” começa dentro de dias. A Procuradoria-Geral da República (PGR) vai introduzir em juízo, nos próximos dez dias, o processo-crime que visa o antigo presidente do Fundo Soberano de Angola (FSDEA), José Filomeno dos Santos, e o seu sócio Jean-Claude de Morais Bastos”



Notícias relacionadas