O Cabo da Roca

Hoje, no programa "NOSSOS CORRESPONDENTES" apresentaremos o Cabo da Roca que é um dos lugares mais bonitos e visitados de Portugal.

O Cabo da Roca

O Cabo da Roca fica em Colares, localizado a 17km do centro histórico de Sintra, a 15km de Cascais e a cerca de 40km de Lisboa.O turista que vem a Sintra, não pode perder uma visita ao ponto mais ocidental da Europa Continental, um lugar fabuloso chamado Cabo da Roca.
Situado na latitude 38º 47´ Norte e na longitude 9º 30´ Oeste, o Cabo da Roca é uma coordenada importante para quem navega ao longo da costa, sendo o ponto mais ocidental do continente europeu continental, devidamente comprovado pelo certificado que os visitantes levam como recordação do lugar.



O Cabo da Roca localiza-se a cerca de 150 metros do mar, e pode-se ter uma vista abrangente sobre a Serra de Sintra e sobre a costa, o que faz valer a pena a visita.
Registos históricos apontam para a existência de um forte no Cabo da Roca no séc. XVII que teve um papel importante na vigilância da entrada de Lisboa, formando uma linha defensiva ao longo da costa, sobretudo durante as Guerras Peninsulares. 

Atualmente existem apenas vestígios desse forte,  além do farol que continua a ser um ponto importante para a navegação.



O lugar integra-se ao Parque Natural de Sintra-Cascais e é um dos motivos de interesse das caminhadas que aqui se podem fazer ao longo da costa.

O Cabo da Roca possui lindas falésias, com mais de 140m de altitude e a visão do Oceano Atlântico é de tirar o fôlego. Passar algum tempo ali, contemplando um belo fim de tarde, é uma das atrações que os turistas e visitantes não devem deixar de fazer.

No Cabo da Roca, Junto de sua emblemática cruz, há uma placa de pedra com uma homenagem a Luís de Camões.Do outro lado, está o famoso farol do Cabo da Roca – o terceiro mais antigo da costa portuguesa, que foi erguido  em  1772 a pedido do Marquês de Pombal.

No Cabo da Roca, além de visitar as belezas naturais, o turista pode desfrutar de sua culinária e artesanato local, além de experimentar doces típicos da região.

No próximo programa “NOSSOS CORRESPONDENTES” abordaremos outro tópico relacionado a Portugal. Até lá



Notícias relacionadas