Reação global contra a incursão israelense na mesquita de Al Aqsa

O ministro das Relações Exteriores de Luxemburgo, Jean Asselborn, declarou que há o perigo de Israel despejar todos os palestinos que residem em Jerusalém Oriental

1637575
Reação global contra a incursão israelense na mesquita de Al Aqsa

O Ministério das Relações Exteriores de Singapura está profundamente preocupado com a violência na mesquita de Al Aqsa e Sheikh Jarrah, em Jerusalém Oriental ocupada por Israel.

O Ministério das Relações Exteriores de Singapura pediu às partes que "acabem com a violência" e evitem medidas que possam aumentar a tensão.

O ministro das Relações Exteriores de Luxemburgo, Jean Asselborn, declarou que há o perigo de Israel despejar todos os residentes palestinos de Jerusalém Oriental.

Na véspera da reunião dos ministros das Relações Exteriores da UE em Bruxelas, Asselborn enfatizou que a agressividade israelense poderia fazer parte do plano para ocupar toda Jerusalém Oriental.

Ele convocou o mundo árabe e os países ocidentais a reagir contra Israel.

“Nós, europeus, temos uma responsabilidade. Temos que manter esse assunto no topo da agenda ”.

O ministro luxemburguês disse que não há alternativa à solução dos dois Estados.

O Fórum Muçulmano Europeu condenou a provável evacuação dos bairros palestinos de Sheikh Jarrah e Silvan.

Ele foi inflexível em proteger a Mesquita de Al Aqsa dos ataques israelenses, destruição e ocupação armada.

Expressando sua "profunda preocupação" com o derramamento de sangue na cidade, o Fórum expressou sua rejeição enfática a tais provocações no mês sagrado do Ramadã para os palestinos e muçulmanos de todo o mundo.



Notícias relacionadas