Lavrov se encontra com seus colegas do Azerbaijão e da Armênia em Moscou

Durante as negociações, foram discutidas questões urgentes sobre a implementação dos acordos de cessar-fogo alcançados anteriormente no Alto Karabakh.

1513558
Lavrov se encontra com seus colegas do Azerbaijão e da Armênia em Moscou

O Ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, se reuniu separadamente com o Ministro das Relações Exteriores do Azerbaijão Jeyhun Bayramov e o Ministro das Relações Exteriores da Armênia, Zohrab Mnatsakanian, sobre o "Alto Karabakh".

Em um comunicado, o Ministério das Relações Exteriores da Rússia especificou que Lavrov manteve conversas separadas com Bayramov e Mnatsakanian em Moscou nos dias 20 e 21 de outubro devido às conversas telefônicas que o presidente russo, Vladimir Putin, teve com seu homólogo azerbaijano, Ilham Aliev, e o primeiro-ministro armênio, Nikol Pashinián, nos últimos dias.

“Durante as negociações, foram discutidas questões urgentes sobre a implementação dos acordos de cessar-fogo alcançados anteriormente no Alto Karabakh e a formação de condições para uma solução sustentável”, afirma o texto.

Durante as reuniões realizadas em Moscou, Armênia e Azerbaijão, eles decidiram estabelecer um “cessar-fogo” humanitário a partir de 10 de outubro às 12h, que previa a troca de prisioneiros e a recuperação dos corpos dos mortos no Alto Karabakh. .

Porém, o Exército Armênio atacou a cidade azerbaijana de Ganja com mísseis 24 horas após a trégua. 10 pessoas morreram e 35 outras ficaram feridas neste ataque.

O ataque de 15 de outubro, que teve como alvo civis que compareceram ao cemitério para uma cerimônia fúnebre na cidade de Terter, deixou 4 mortos e 4 feridos.

A Armênia realizou um novo ataque com mísseis a Ganja, no qual 13 civis foram mortos e mais de 50 feridos foram recuperados dos escombros.

O Azerbaijão e a Armênia alcançaram um novo cessar-fogo humanitário temporário em 18 de outubro, começando às 00:00.

Na madrugada do dia em que o acordo entrou em vigor, o Ministério da Defesa do Azerbaijão afirmou que as forças armênias atacaram com artilharia e morteiros contra as áreas ao redor da cidade de Jabrayil e as aldeias resgatadas ao longo do rio Aras, e declarou que o Exército Armênio não obedeceu à trégua humanitária temporária.



Notícias relacionadas