Stoltenberg defende diálogo para diminuir a tensão no Mediterrâneo Oriental

O Secretário-Geral da OTAN falou sobre este e outros assuntos da agenda

1479741
Stoltenberg defende diálogo para diminuir a tensão no Mediterrâneo Oriental

O Secretário-Geral da OTAN, Jens Stoltenberg, disse que querem diminuir a tensão no Mediterrâneo Oriental por meio do diálogo.

Stoltenberg participou da Reunião dos Ministros da Defesa da União Europeia na capital alemã, Berlim. Antes do encontro, ele compareceu perante a jornalistas e disse que o diálogo é necessário para diminuir as tensões no Mediterrâneo Oriental.

“A Turquia e a Grécia são aliados importantes da OTAN há anos. Temos de encontrar uma forma de resolver a situação no Mediterrâneo Oriental com base no espírito de aliado e no direito internacional. Saúdo os esforços da Alemanha para atuar como mediador ”.

Stoltenberg indicou que Ancara e Atenas estão em contato.

Contribuíram para a Operação Irini que continua no Mediterrâneo (para evitar a entrega de armas à Líbia por via marítima) e para a anterior missão marítima na UE, avaliam como contribuir para a atual missão da UE, mas não há situação nova no tema, expressou.

Eles estão monitorando de perto a situação na Bielo-Rússia e a OTAN não está realizando reforço militar na área, acrescentou.

Ele exortou a administração bielorrussa a respeitar os direitos básicos do povo, como manifestações pacíficas e liberdade de expressão.

Stoltenberg também se referiu ao envenenamento do oponente russo, Alexei Navalniy, e ressaltou que eles não duvidam das evidências que os médicos na Alemanha encontraram sobre seu envenenamento.

Ele enfatizou que a Rússia deve iniciar uma investigação transparente sobre o caso e que os responsáveis ​​devem ser responsabilizados.



Notícias relacionadas