Bloomberg: "A Turquia eclipsou os sonhos de Macron"

"O fato do presidente francês Emmanuel Macron ter criticado a Turquia está relacionado a encobrir as deficiências de seu país na Líbia e competir com os direitos de energia no Mediterrâneo Oriental.

1444720
Bloomberg: "A Turquia eclipsou os sonhos de Macron"

A Bloomberg, uma das principais instituições de transmissão nos Estados Unidos, escreveu um artigo intitulado "A Turquia eclipsou os sonhos de Macron".

Blooemberg escreveu que o fato do presidente francês Emmanuel Macron, que está tentando legitimar Khalifa Haftar, o suspeito de guerra e o líder das forças armadas ilegais no leste da Líbia contra o governo de Trípoli, reconhecido pelas Nações Unidas, ter criticado a Turquia, está relacionado a encobrir as deficiências de seu país na Líbia e competir com os direitos de energia no Mediterrâneo oriental.

O artigo intitulado "A Turquia eclipsou os sonhos de Macron", escrito por Bobby Ghosh, enfatizou que a única pessoa que faz algo tangível na Líbia é o "Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan", que garante a retirada das forças de Haftar dando apoio ao Governo do Acordo Nacional.

O artigo destacou que Macron, que "vive com perda de memória" atribuindo acusações injustas contra a Turquia, está encurralado por Haftar e não pode deixá-lo.

Ele disse que o fato de os eventos na Líbia terem mudado significa que revelam algumas situações embaraçosas para Macron e o ministro das Relações Exteriores Jean-Yves Le Drian, e que as valas comuns encontradas nas terras recuperadas pelas forças de Haftar revelam que a pessoa apoiada pela França realiza enormes perseguições.

O artigo enfatizando que as críticas de Macron à Turquia não podem ser consideradas como "um esforço impotente" para encobrir a culpa da França, avaliando que "Macron tem outras contas com Ancara, como a competição pelos direitos de energia no Mediterrâneo Oriental”.



Notícias relacionadas