Espanha: doze dias sem registar novas mortes por causa do coronavírus

O número de mortes em todo o mundo devido ao novo tipo de coronavírus (Covid-19) já  ultrapassa 456 mil.

1439247
Espanha: doze dias sem registar novas mortes por causa do coronavírus

O número de mortes em todo o mundo devido ao novo tipo de coronavírus (Covid-19) já  ultrapassa 456 mil. O número de pessoas diagnosticadas com a doença é superior a 8 milhões e 586 mil. E há mais de 4 milhões 536 mil pacientes recuperados.

Nos Estados Unidos, epicentro global da pandemia com mais de 120 mil mortes, foi registado um aumento recorde no número de novos casos em mais de 20 estados, principalmente no Texas, Florida e Arizona, depois das medidas de confinamento terem sido levantadas. O número de infecções no país atingiu os 2 milhões 255 mil.

O Brasil, o segundo país mais afetado pelo coronavírus, registou até agora 47 748 mortes, com um aumento de 1 238 pessoas em apenas um dia. O número de casos de infeção aumentou para 978 142, com um aumento de 22 765 no dia de ontem.

Em Itália, onde mais 66 pessoas morreram no espaço de um dia por caus do Covid-19, o número de mortos subiu para 34 mil 514. Ontem foram confirmados 333 novos casos, mas o número de casos ativos caiu em 824, para 23 mil 201.

Em França, 28 pessoas morreram nas últimas 24 horas, fazendo subir o número total de mortes subiu para 29 mil 603. O número de infeções no país é de 196 mil 46, com um aumento de 467.

O Ministério da Saúde de Espanha indicou que 52 pessoas morreram na última semana devido ao coronavírus. Mas o Ministério da Saúde não atualiza o número de mortos por Covid-19 desde 7 de junho, que permanece nos 27 136. Mas informou que o número de casos aumentou 143 nas últimas 24 horas, para um total de 245 mil 268.

Portugal registou até agora 1 524 mortes e teve 38 889 pessoas infetadas pelo Covid-19, com mais 417 casos durante o dia de ontem.

O Equador tem 4 087 mortes, com mais 80 vítimas mortais nas últimas 24 horas devido ao coronavírus. O número de infeções aumentou em 607, para um total de 49 mil 97.

O México registou até agora 19 mil 474 mortes e 165 mil 455 infeções.

O Peru registou 7 mil 461 mortes, com um aumento de 204 pessoas nas últimas 24 horas e tem 244 mil 388 casos diagnosticados, com um aumento de 3 480 nas últimas 24 horas.

Nos Balcãs, os países adotaram novas medidas contra a pandemia com o aumento dos casos de coronavírus.

O governo da Eslovénia decidiu impor uma quarentena de 14 dias a partir de 19 de junho, a todas as entradas de pessoas oriundas da Bósnia Herzegovina, Sérvia e Kosovo, depois da deteção de "casos importados de Covid-19".

No Montenegro, que tinha chegado a zero casos no final de maio, foram confirmados 9 novos casos, sendo que a maioria são casos importados. Para prevenir novos contágios, foi imposta a condição de fazer um teste com resultado negativo, para poder entrar no país vindo da Bósnia e Herzegovina. No Montenegro, também é obrigatório o uso de máscaras em locais públicos.

No Kosovo, foram detetados 77 novos casos e o governo tomou algumas medidas. Os trabalhadores devem usar máscaras faciais e respeitar a distância social nos locais de trabalho. As instituições também foram instruídas a oferecer a oportunidades de teletrabalho, para reduzir o número de pessoas nos locais de trabalho.



Notícias relacionadas